Imagem: MERCADO FINANCEIRO

VALE – Resultados do 3° trimestre de 2021

A Vale nasceu em 1º de junho de 1942 como a estatal Companhia Vale do Rio Doce.

É hoje uma empresa privada, de capital aberto, que está presente em cerca de 30 países, e atua em diversos segmentos, como mineração, logística (com ferrovias, portos, terminais e infraestrutura de última geração), energia e siderurgia.

A Vale é uma das maiores mineradoras do mundo, líder em produção de minério de ferro, pelotas e níquel. É também a maior produtora de manganês no Brasil, respondendo por cerca de 70% do mercado nacional.

A companhia tem cerca de 120 mil empregados e sede no Rio de Janeiro.

Suas ações são negociadas na B3, Bolsa do Brasil, com código VALE3.

Segundo as Demonstrações Financeiras divulgadas pela Vale, no 3° Trimestre de 2021, a Vale reportou um EBITDA ajustado proforma de R$ 37,130 bilhões, R$ 22,048 bilhões menor do que o 2T21.

Relatório: Desempenho da Vale no 3T21

Os principais fatores da diferença de desempenho do 3T21 em relação ao 2T21 foram:


• Menores preços de venda realizado de Minerais Ferrosos (R$ 20,344 bilhões), principalmente devido ao efeito composto da tendência de queda do preço dos finos de minério de ferro ao longo do trimestre e da dinâmica dos mecanismos de precificação, que leva em consideração a diferença entre os preços provisórios e finais, preços defasados e curvas futuras.


• Menores preços realizados de Metais Básicos, impactados principalmente por menores receitas de subprodutos de níquel devido à paralisação dos funcionários em Sudbury (R$ 2,118 bilhões).

• Maiores custos unitários e despesas, principalmente devido aos maiores custos de frete de Minerais Ferrosos (R$ 889 milhões), impactados por preços mais altos de bunker oil e frete spot.

Os maiores volumes de vendas no negócio de Minerais Ferrosos e Carvão compensaram parcialmente os efeitos adversos.


O lucro líquido foi de R$ 20,203 bilhões no 3T21, R$ 19,892 bilhões inferior ao 2T21, principalmente, devido ao menor EBITDA proforma e do impairment dos investimentos do negócio de Carvão.


O CAPEX do terceiro trimestre de 2021 somou US$ 1.248 bilhões, US$ 109 milhões maior que no segundo trimestre de 2021, explicado pelo crescimento, conforme planejado, dos investimentos nos projetos de Salobo III e Serra Sul 120 Mtpa, maiores investimentos de manutenção para aumentar o fator de segurança do projeto da barragem de Torto e maiores gastos no negócio de Carvão.


No trimestre, foi registrada dívida bruta e arrendamentos em US$ 13,585 bilhões, um pouco menor que no segundo trimestre de 2021. A dívida líquida totalizou US$ 2,207 bilhões no mesmo período, US$ 2,945 bilhões maior que no segundo trimestre de 2021, com a dívida líquida expandida chegando a US$ 13,881 bilhões.